Decepção

Decepção!
Tudo isso é uma grande decepção.

É quando se pede um abraço,
e leva na cara um não.

É dar de comer a alguém
que joga a comida no chão.

É quando do peito nasce um sorriso,
e a boca transforma em xingão.

É quando ao invés de marcar um namôro
a moça escolhe o chôro.

É dar em retorno ao parceiro inteiro,
um quinto de tudo que sobra
que já era pouco dinheiro.

Decepção!
Tudo isso é uma grande decepção

Mas não tema não;
com o tempo se aprende lição.
Humana limitação!
Avise seu coração,
de gente de todo lugar,
com capacidade finita de amar.


Fantini

2 comentários:

Enfim... disse...

"Eu sou homem, e nada do que é humano me é estranho." Não lembro o autor, mas foi um daqueles romanos.
Não faz drama! E não tenha pressa. Lembra o que dizia uma sábia mocinha? "Amor, amora, só cai do pé se tá na hora."

Um beijo pra ti

Mestre Fantini disse...

hahahahahahahaha
É o drama a graça da peça!
E não tem pressa;
essa é uma novela.
Mas se fosse da vida real
eu diria: obrigado!

beijão.