Clandestinamente
Rebelar
Penduricalhos de pensamentos pendurilados encabecima
Revelar

Uma rodovia está sendo construida daqui ao polo centro
Daremos o fora arembalados
comesticalhos

luz de velas amarelas
são muito parecidas
com lembranças de agora a pouco
tanto quanto eram lembranças na hora em que eu te via
de perto namorando cegamente

Da vida mesmo eu não posso falar
mudo em função de engolir
Só falo dos sonhos

volta o que lembro das velas chamando seu pequeno nome laranja

Um comentário:

Raquel disse...

Herói dos dias azuis que demoram semanas pra passar! Você faz do preto e branco cores mais vivas do que as flores do terraço. Mas eu não posso usar a sua pintura no meu cabelo. Uma pena.